O confinamento e a Violência Doméstica

Queixas de violência doméstica diminuem mas só nos meses do estado de emergência

Os números da violência doméstica em ano de pandemia baixaram junto da PSP, mas a quebra deste tipo de crime foi pouco significativa nos registos da GNR. E, se analisarmos os dados com mais pormenor, percebemos que as denúncias às forças de segurança diminuíram à medida que aumentava o número de casos de covid-19, sobretudo nos meses em que foi decretado o estado de emergência. Na GNR, março, abril, outubro, novembro e dezembro ficaram abaixo dos mil crimes mensais de violência doméstica, menos queixas que em igual período de 2019, contrariamente aos que se passou nos restantes meses do ano.
Os registos da GNR e da PSP indicam 27 660 crimes de violência doméstica o ano passado, dados provisórios a que o DN teve acesso. Representa uma diminuição de 6,3 % em relação a 2019 (29 498). Diminuição que é mais visível junto da PSP, com menos 9,6% denúncias (14 445). Já nas estatísticas da GNR, há uma quebra de 2,2% de casos (de 13 503 para 13 215). Mas só quatro meses de 2020 tiveram menos queixas que nos meses homólogos de 2019 e 2018.
As variações registadas o ano passado não significam, para quem anda no terreno, menos casos de violência doméstica, mas sim menos denúncias devido às restrições, nomeadamente de mobilidade, decorrentes da pandemia.

https://www.dn.pt/sociedade/queixas-de-violencia-domestica-diminuem-mas-so-nos-meses-do-estado-de-emergencia-13408771.html