A ajuda inicial de um amigo ou amiga ou de um familiar pode ser crucial para que a vítima de violência doméstica fale e peça ajuda para tentar sair da situação de violência em que vive e com que tem de lidar sozinha.
O silêncio facilita a existência e a continuação da violência. O papel do/a amigo/a ou do familiar pode ser o início do fim da violência.


TOME ATENÇÃO AOS SEGUINTES PORMENORES:


Se o/a seu/sua amigo/a ou familiar está…
anormalmente bastante nervoso/a ou deprimido/a;
cada vez mais isolado dos amigo/as e familiares;
muito ansioso/a sobre a opinião ou comportamentos do seu/sua namorado/a ou companheiro/a;
com marcas não justificadas e mal explicadas, por exemplo, de nódoas negras, cortes ou queimaduras;


Ou se o/a namorado/a ou companheiro/a do seu/sua amigo/a…
desvaloriza e humilha o/a seu/sua amigo/a à sua frente e de outras pessoas;
está sempre a dar ordens ao/à seu/sua amigo/a e decide tudo de forma autoritária;
controla todo o dinheiro, os contactos e saídas sociais do/a seu/sua amigo/a.


O que fazer se souber ou suspeitar que uma pessoa idosa amiga é vítima de crime?
Denunciar a situação às autoridades policiais ou aos Serviços do Ministério Público;
Ajudar a pessoa idosa a contactar a APAV para iniciar um processo de apoio;
Insistir que deve ser a vítima a tomar as suas decisões e a gerir a sua própria vida.

https://apav.pt/vd/index.php/zoo/apoiar-um-a-amigo-a-ou-um-familiar